Contratar um funcionário é algo potencialmente desafiador, sobretudo em um país tão burocrático quanto o Brasil é atualmente. Estar de acordo com a legislação e as boas práticas do mercado é essencial para ter sucesso. Dentro desse contexto, saber o que é o exame admissional complementar pode ser muito importante.

Apesar de alguns empregadores não dominarem completamente os principais detalhes sobre esse assunto, ele consiste em uma etapa fundamental na admissão de um novo trabalhador e tem alguns detalhes que você não pode deixar de conhecer. Aprenda um pouco mais sobre esse tema no conteúdo a seguir.

Exame admissional

O exame admissional é uma etapa obrigatória para todos os trabalhadores que são contratados por uma empresa. Ele representa, entre outras coisas, a primeira das abordagens médicas que devem ser feitas a esse profissional durante a relação de trabalho. Por isso, deve ser feito antes mesmo do começo do exercício das atividades.

Sua obrigatoriedade é notória e se estende a qualquer cargo ou função, ainda que o contratante entenda que não haja qualquer risco à saúde. O médico usa esse encontro para, por meio do exame clínico e das perguntas da anamnese, descobrir informações importantes sobre o futuro colaborador.

Nesse momento, será abordado todo o histórico de saúde, a presença de alguma patologia preexistente, as condições anteriores de trabalho e assim por diante. A pressão arterial é aferida, assim como peso, altura, batimentos cardíacos, condições das articulações e até a saúde psíquica.

Por fim, o Atestado de Saúde Ocupacional (ASO) comprova se o indivíduo tem ou não as condições de desempenhar suas funções.

Exame admissional complementar

Os exames complementares se justificam de acordo com o tipo de atividade que o profissional em questão vai exercer e deve ser feito conforme uma real necessidade. Se esses pedidos forem feitos sem a devida indicação, isso vai acarretar desperdício de dinheiro e recursos com a gestão ocupacional.

Caso a empresa esteja recrutando um motorista de carretas, por exemplo, é importante que o candidato, além dos exames clínicos e da anamnese comum, realize outras avaliações. Entre elas estão a análise oftalmológica e de sua acuidade visual, glicemia de jejum, eletrocardiograma, eletroencefalograma e audiometria.

Isso se justifica porque os serviços desse colaborador podem apresentar algum risco para a saúde, além da importância de detectar condições preexistentes que possam prejudicar ou até mesmo inviabilizar a realização dessa função. É uma segurança essencial para todos os envolvidos nessa relação de trabalho.

Exames periódicos

Ao contrário do que algumas pessoas pensam, o exame admissional não é o único a que um trabalhador de uma empresa deve ser submetido. Os exames periódicos também são muito importantes e devem ser realizados, renovando e reforçando (ou não) todas aquelas informações obtidas no momento da contratação.

Para os funcionários que exercem trabalhos de risco ou que ficam expostos a condições potencialmente perniciosas, o período entre avaliações se reduz. Vale lembrar, também, dos exames ocupacionais de retorno, que devem ser realizados por quem se afastou por mais de um mês por doença ou acidente.

Por que as empresas devem estar em dia com os exames

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o exame admissional complementar, é muito importante perceber por que uma empresa não deve abrir mão de estar em dia com essa obrigação e também com as outras avaliações.

Confira alguns bons motivos para isso a seguir.

Evitar problemas com o Ministério do Trabalho

Em um país tão burocrático quanto o Brasil, qualquer organização que tenha uma administração inteligente desejará evitar problemas com o Ministério do Trabalho, não é mesmo? Dentro desse contexto, é fundamental entender que essa realidade se estende para os exames obrigatórios.

O exame admissional é imprescindível, de acordo com a legislação, para todas as empresas. O não cumprimento dessa norma contraria a lei trabalhista (Decreto-Lei nº 5.452/43), em seu artigo 168, o que pode implicar penas como multas e autuação. O exame é uma segurança sobre a condição de saúde do indivíduo, evitando imprevistos.

Prevenir prejuízos com processos trabalhistas

Existem muitos funcionários mal-intencionados que desejam obter vantagens indevidas sobre as empresas contratantes. Diante dessa realidade, o exame admissional complementar, assim como os periódicos, ajuda, entre outras coisas, a resguardar os empregadores de muitas alegações ilegítimas.

Quando essas avaliações não são feitas, não há como as organizações se protegerem de levar a culpa por problemas de saúde que ocorreram previamente, ou seja, de disfunções que foram contraídas sem nenhum vínculo com a função exercida pelo funcionário.

Essa atitude, portanto, acaba sendo uma proteção muito importante e que ajuda a minimizar o risco de receber ações infundadas ou de arcar com acusações injustas.

Não ter funcionários inaptos para suas funções

Outro benefício de realizar o exame admissional complementar de maneira adequada é não correr o risco de ter um funcionário que não esteja apto para realizar a sua função. Isso é muito importante não apenas para preservar sua saúde e evitar processos indevidos, como também para direcionar talentos dentro da organização.

Muitas vezes, um trabalhador muito capacitado em uma área pode não ter a saúde ou a competência física para exercer esse cargo. Dessa maneira, uma pessoa experiente que apresenta uma diminuição na acuidade visual, por exemplo, pode ser realocada para tarefas de gestão, no lugar de estar em campo.

Buscar ajuda especializada é fundamental

O exame admissional, como você pôde perceber ao longo deste artigo, é uma etapa fundamental e obrigatória ao contratar qualquer funcionário, independentemente do tipo de função. Dentro desse contexto, contar com um serviço especializado para encaminhar esses funcionários para a avaliação médica pode ser uma excelente ideia.

Uma empresa especializada em medicina do trabalho pode realizar todos os exames, com todas as garantias de que os padrões legais exigidos pela nossa legislação estarão sendo atingidos da forma correta. Além disso, essa parceria minimiza despesas e garante mais qualidade e segurança nos serviços prestados.

E você, quer contar com a ajuda de quem realmente entende do exame admissional complementar? Então, entre em contato com a nossa empresa!